Governo da Paraíba


Dia do Servidor Público
26 de janeiro de 2012

Delegacia de Repressão a Entorpecentes intensifica combate ao tráfico na Grande João Pessoa



A Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Capital intensificou as ações de combate ao tráfico de drogas na Grande João Pessoa. Por determinação da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds), a Polícia Civil vem realizando ações investigativas e repressivas em diversos bairros, com o objetivo de identificar “bocas de fumo” e prender traficantes.

Além do trabalho de repressão ao crime, a Polícia Civil busca parcerias com outras secretarias municipais e estaduais, visando à concentração de ações sociais e de desenvolvimento urbano nos locais onde o tráfico for desarticulado. “Estamos nos integrando aos demais setores, buscando intervenções que melhorem a segurança nesses locais. A meta é evitar que, após a ação da polícia, o local volte a funcionar como boca de fumo”, explicou o titular da Seds, Cláudio Lima.

Com base nesse trabalho, policiais civis prenderam, na noite desta quarta-feira (25), dois traficantes que vinha atuando no bairro de Varadouro, na Capital: Geraldo Paulino de Medeiros Filho (27 anos) e Sidney Rodrigo da Silva, conhecido como “Piu” (19 anos). Com eles, foram apreendidas mais de 80 pedras de crack, seis munições calibre 380, R$ 140 em espécie, uma balança de precisão, diversos aparelhos celulares e uma moto de 125 cilindradas, de cor preta.

O delegado Aldroville Grisi destacou a colaboração da população por meio do Disque Denúncia. “O apoio da população é de extrema importância para o mapeamento das zonas de maior ocorrência de tráfico. A ligação é gratuita e a pessoa não precisa se identificar”, ressaltou.

Recorde de apreensões – Em 2011, a Paraíba registrou um recorde de apreensões de crack. De janeiro a dezembro de 2011, foram apreendidos 172.824,76g do entorpecente, contra 24.530,55g no ano anterior. Em relação à quantidade de maconha, o aumento foi de mais de 140 quilos.

A DRE foi responsável por boa parte das apreensões. Entre as operações que contribuíram para esse aumento, merece destaque a “Operação Narcóticos”, realizada em julho de 2011, quando foram tirados de circulação, de uma só vez, 21 quilos de crack.

O recorde foi superado, pouco tempo depois, pela Delegacia Especializada, com a apreensão histórica de 35,5 quilos da droga.