14 de setembro de 2012

Estação da Emepa faz leilão de animais de alta genética neste sábado



Os 90 anos de fundação da Estação Experimental João Pessoa, em Umbuzeiro, serão comemorados no sábado (15), às 8h, com homenagens a pesquisadores e instituições que contribuiram para consolidar as pesquisas de melhoramento genético da raça zebuina Gir Leiteiro na Paraíba. Também ocorrerá leilão de bovinos das raças Gir Leiteiro, Guzerá e Sindi, produtos da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária (Emepa), que administra a estação.

A programação começa com café da manhã e, a partir das 9h, entrega de comendas, aposição de placa com os nomes de ex-chefes da Estação desde sua fundação. Em seguida, às 11h, começa o leilão, com previsão de encerramento às 16h.

Serão leiloados 49 animais: 25 Gir (18 matrizes e 7 reprodutores, mais duas crias ao pé), 15 Sindi (7 matrizes e 8 reprodutores, mais uma cria ao pé) e 9 Guzerá (4 matrizes e 5 reprodutores, mais duas crias ao pé). Todos os animais são de alta linhagem.

O leilão é considerado pelos criadores como um dos mais importantes da região e se constitui em mais uma oportunidade que os criadores têm de adquirir animais de excelente genética.

Alto conceito – A Estação Experimental João Pessoa, fundada pelo agrônomo Epitácio Pessoa Sobrinho, é reconhecida como uma das mais conceituadas de todo o país, estando os resultados de suas pesquisas nos estados do Piauí, Ceará, Pernambuco, Bahia e Minas Gerais, para onde foram levados os primeiros reprodutores e matrizes selecionados como produtores de leite.

A estação pertence à Emepa e desde 1985 integra o Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro, realizado pela Associação Brasileira dos Criadores do Gir Leiteiro e a Embrapa Gado de Leite, através da utilização do sêmen dos touros participantes do Teste de Progênie.

“A estação também contribuiu com material genético para melhoramento da raça através do reprodutor Friburgo Umbuzeiro, primeiro touro do Nordeste a ser provado pelo Teste de Progênie ABCGIL/Embrapa”, acrescenta o presidente da Emepa, Manuel Duré.

Com uma área de 305,6 hectares, a Estação Experimental possui vegetação nativa e capineira. O prédio se destaca pela beleza arquitetônica e por sua construção em encostas, erguido em blocos separados, o que lhe dá uma visão especial.

Pequenos rebanhos – A Emepa está desenvolvendo projetos de transferência genética Gir Leiteiro com o objetivo de melhorar o rebanho e estimular o desenvolvimento da bovinocultura leiteira da Paraíba, de médios e pequenos criadores.

Em parceria com a Emater, prefeituras e associações de produtores rurais, o trabalho de repasse vem sendo desenvolvido nos municípios de Aroeiras, Gado Bravo, Natuba, Santa Cecília e Umbuzeiro. A transferência genética é feita via inseminação artificial, uma técnica hoje utilizada em bovinos em todo o mundo.

Segundo a coordenadora do projeto de inseminação, Paula Fernanda Barbosa de Araújo Lemos, o projeto começa em reuniões com os criadores. “Depois é feita uma seleção e um cadastro, e somente depois visitamos as propriedades, quando então avaliamos a funcionalidade das instalações”, explicou.

São cerca de 700 fêmeas mestiças já inseminadas nos últimos meses. Esses animais são previamente selecionados, passam por avaliações ginecológicas e exames de brucelose e tuberculose.

A estação também capacita produtores rurais e técnicos envolvidos nos trabalhos de pesquisa. Cerca de 300 criadores foram beneficiados neste ano com o programa. O presidente da Emepa disse que a proposta é avançar nas pesquisas para que a Estação de Umbuzeiro continue sendo a referência do gado Gir Leiteiro no país e no atendimento aos criadores.